21/12/2021 às 11h55min - Atualizada em 21/12/2021 às 11h55min

Soberano de Dubai é condenado a pagar mais de R$ 4,1 bilhões a ex-esposa e filhos

Processo de divórcio levou em consideração ameaça de terrorismo e sequestro

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
Correio do Povo

O soberano de Dubai, Mohamed bin Rashid Al Maktoum, foi condenado nesta terça-feira pela justiça britânica a pagar a sua ex-esposa e filhos 550 milhões de libras, o equivalente a R$ 4,1 bilhões, na maior indenização por divórcio concedida por um tribunal inglês.  

O juiz Philip Moor ordenou que o governante de 72 anos pague 251,5 milhões de libras a sua sexta esposa, a princesa Haya Bint Al Hussein, meia-irmã do rei da Jordânia Abdullah II, de 47 anos, e 290 milhões de libras para cobrir o sustento de seus filhos, de 9 e 14 anos, assim como outros gastos, incluindo de segurança, de acordo com a sentença.

"Levando em consideração sua posição e as ameaças gerais de terrorismo e sequestro que enfrentam em tais circunstâncias, se considera que são particularmente vulneráveis e precisam de garantias de maior segurança neste país", disse o juiz Moor ao anunciar o veredicto. Ele acrescentou que "a principal ameaça que enfrentam procede do (governante) mesmo, e não de fontes externas".

O Tribunal Superior determinou em outubro que Mohamed bin Rashed al Maktoum autorizou um ataque aos telefones de sua esposa e de seus advogados britânicos. Não foi provado que a ação estivesse vinculada à batalha legal no Reino Unido entre sua esposa e ele, que deseja o retorno dos dois filhos a Dubai. Porém, um volume "muito importante" de dados foi extraído do telefone da princesa, de quase 265 megabytes - o equivalente a 24 horas de gravação de voz ou 500 fotografias.

O magistrado destacou que o soberano "assediou e intimidou a mãe (dos seus filhos) antes da sua viagem para a Inglaterra e a partir de sua chegada", e que estava "disposto a tolerar que aqueles que agem em seu nome no Reino Unido o fizessem de maneira ilegal". As medidas de compensação financeira estabelecidas nesta terça-feira estão entre as maiores já concedidas no âmbito de um acordo de divórcio na justiça britânica desde o caso da ex-esposa do bilionário russo Farkhad Akhmedov, Tatiana Akhmedova. No fim de 2016, a justiça concedeu a Akhmedova 41% da fortuna do ex-marido, o que representa 453 milhões de libras. 



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

32527

views

86686

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp