01/05/2021 às 11h35min - Atualizada em 01/05/2021 às 11h35min

Especialistas criticam mudança na fase de transição da quarentena em SP, que permite ampliar horários do comércio

Pesquisadores do Observatório COVID-19 BR acreditam que expansão de horários pode levar à maior risco de transmissão da Covid-19 no estado.

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
Divulgação
O governo de São Paulo ampliou o horário de funcionamento de lojas, shoppings, restaurantes, salões de beleza, academias e outros estabelecimentos comerciais, que a partir de sábado (1º) poderão funcionar das 6h às 20h, o equivalente há 14 horas diárias. Antes da mudança, a fase de transição permitia o funcionamento apenas por 8h diárias, das 11h às 19h, para a maior parte dos setores
Segundo oito pesquisadores a expansão de horários pode levar à maior risco de transmissão da Covid-19 no estado.
Membros do Observatório COVID-19 BR dizem que a mudança traz preocupação porque a flexibilização das regras foi baseada principalmente na queda da taxa de ocupação dos leitos de UTI, considerado “um indicador fraco e tardio da evolução da pandemia, segundo a própria Organização Mundial da Saúde (OMS)”. Para os pesquisadores, aumentar o horário dos estabelecimentos aumenta o tempo de exposição da população ao coronavírus – e, portanto, o risco de contrair a doença. “O risco de se infectar aumenta com o tempo que se permanece em locais onde pessoas infectadas estão ou estiveram", explicam.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

33746

views

89871

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp