04/01/2022 às 12h50min - Atualizada em 04/01/2022 às 12h50min

Porto Feliz: Estado confirma primeiro caso da variante ômicron do coronavírus

Na última quarta-feira (29), a Prefeitura de Sorocaba (SP) também divulgou o registro de um caso da variante na cidade.

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
Z1 portal
Divulgação

O Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do estado de São Paulo confirmou um caso da variante ômicron do coronavírus em Porto Feliz (SP).

De acordo com a prefeitura, a paciente é uma mulher de 69 anos, que teve sintomas leves em dezembro. Atualmente, ela está sem sintomas e em casa.

O balanço mais atualizado aponta 28 casos da variante em todo o estado, sendo 17 na capital (que já confirmou transmissão comunitária); dois em Pradópolis; e cada uma das cidades a seguir tem um caso confirmado: Santos, Porto Feliz, Araraquara, Guarulhos, Limeira, São José dos Campos, Osasco, Mirassol e Ribeirão Preto.

Na última quarta-feira (29), a Prefeitura de Sorocaba (SP) também confirmou o primeiro caso da variante ômicron do coronavírus, mas o registro não aparece na última lista divulgada pelo estado.

De acordo com a prefeitura, o paciente é um homem de 31 anos, morador do município, que recebeu as duas doses da vacina contra a Covid-19. Ele não precisou ser internado e segue sendo monitorado diariamente pela Vigilância Epidemiológica.

O poder público também informou que o paciente não tem histórico de viagem à África, mas, em dezembro de 2021, participou de um evento em São Paulo com pessoas de outros países.

‘Variante de atenção’

Assim como a alpha, a beta, a gamma e a delta, a ômicron é classificada como “variante de atenção” pelas autoridades sanitárias devido à possibilidade de aumento de transmissibilidade ou gravidade da infecção, por exemplo.

Até 28 de dezembro, análises do Instituto Adolfo Lutz e do CVE identificaram três casos autóctones de beta, 54 de alpha, 2.917 de gamma e 15.025 de delta.

Segundo o CVE, as medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia do coronavírus: uso de máscara, que segue obrigatório em São Paulo; higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel); distanciamento social; e vacinação contra a covid-19.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

32527

views

86686

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp