22/09/2021 às 16h01min - Atualizada em 22/09/2021 às 16h01min

Palmeiras e Atlético-MG empatam sem gols e confronto segue aberto para BH

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
UOL
Divulgação
Palmeiras e Atlético-MG abusaram da cautela e terminaram sem balançar as redes o primeiro jogo da semifinal da Copa Libertadores nesta terça-feira (21), no Allianz Parque. Embora a proposta de Cuca tenha sido um pouco mais ofensiva que a de Abel Ferreira, os dois times estiveram mais preocupados em não errar. Tanto pior para o jogo.
O placar leva um confronto completamente aberto para Belo Horizonte, na próxima terça-feira (28). Um empate com gols dá a vaga ao Palmeiras. Um novo 0 a 0 leva o jogo para os pênaltis. E a expectativa é que as duas equipes ousem um pouco mais.
O primeiro tempo teve equilíbrio até por volta de 20 minutos. A partir daí, porém, o Galo, com muita transpiração, começou a ter um volume maior de jogadas ofensivas, embora não conseguisse transformá-las em arremates perigosos —mesmo chutando oito vezes a gol.
Logo aos 13, o 
Atlético-MG chegou com muito perigo. Após falha de posicionamento de Rocha, Arana invadiu a área pela esquerda, driblou Felipe Melo e bateu cruzado e rasteiro, raspando a trave esquerda de Weverton. Mas o jogo seguiu equilibrado. E aos 23, em jogada ensaiada na cobrança de falta, que deu errado, foi a vez de Rony ficar com a sobra e bater, assustando Everson.
Aos 40, o time de Cuca teve chance de ouro para abrir o placar, após pênalti bem marcado de Gustavo Gómez sobre Diego Costa.
A jogada do Galo pela direita foi ótima. Allan lançou por elevação para Mariano, que avançou e cruzou para Diego Costa. Gustavo Gómez chegou atrasado e derrubou o centroavante do Atlético. Na cobrança, Hulk tentou deslocar Weverton, mas exagerou na dose e acertou o pé da trave esquerda do Palmeiras.
Encolhido, o Palmeiras vivia de tentativas de explorar erros do seu adversário. Pouco para um time que jogava em casa pela vaga na semifinal da competição. Mas se é verdade que atacava pouco, também é fato que o Alviverde foi impecável na marcação, anulando peças importantes como Nacho.
O time de Abel Ferreira iniciou o 2º tempo como havia terminado o primeiro: acuado, atacando com inferioridade numérica e levando pouco perigo. Até os 13, a melhor jogada do time havia sido um lateral cobrado por Marcos Rocha na área, que Luiz Adriano quase cabeceou para a rede. Ficou no quase, com desvio de Nathan Silva. Por outro lado, também não sofria com as chegadas do Atlético, que aos poucos foi perdendo organização.
A terça-feira (21) foi histórica para Diego Costa. Escalado por Cuca para iniciar o duelo contra o Palmeiras, o jogador de 32 anos jamais havia disputado uma partida de 
Libertadores. Ídolo na Europa, onde atuou por Atlético de Madri (ESP) e Chelsea (ING), o sergipano experimentou disputar o torneio intercontinental por um clube brasileiro. Mas a noite não terminou bem para ele. Aos 7min do 2º tempo, após dividida com Luan pela esquerda, ele sentiu o músculo posterior da coxa esquerda e deixou o gramado.
Por volta dos 30min do 2º tempo, o jogo caiu muito em intensidade, com o Galo errando as jogadas ofensivas e o Palmeiras sem conseguir se articular. Com a entrada de Wesley, o Palmeiras até teve duas chegadas perigosas. Já o Galo só foi assustar o Palmeiras de novo aos 36, em falta rasante cobrada por Hulk, que passou perto. E o jogo caminhou para o final sem grandes percalços para os dois times.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

29902

views

80399

Qual melhor candidato?

0%
100.0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp