30/06/2021 às 15h40min - Atualizada em 30/06/2021 às 15h40min

Ministério da Saúde exonera diretor citado em denúncia de propina por vacina

Roberto Dias foi acusado durante negociação de contrato para compra de 400 milhões de doses

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
Band
Divulgação
O Ministério da Saúde publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (30) a exoneração do diretor de Logística da pasta, Roberto Ferreira Dias. A demissão foi anunciada após a publicação de uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo. Nela, um vendedor de vacinas acusa Ferreira Leite de cobrar propina para fechar a compra de doses da AstraZeneca.
A pasta afirma que a decisão foi tomada na manhã desta última terça (29), mas não informa o motivo da exoneração, anunciada somente à noite.
Pouco antes do anúncio, Dias foi citado em acusação de pedido de propina do Ministério em troca de assinatura de contrato para compra de vacinas, segundo reportagem publicada pelo Jornal “Folha de S. Paulo” desta terça.
A matéria do jornal trouxe a entrevista com Luiz Paulo Dominguetti, representante da Davati Medical Supply no Brasil, que afirmou ter recebido de Roberto Dias o pedido de propina de US$ 1 (aproximadamente R$ 5,50) por dose para avançar com as negociações e fechar o contrato.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

30349

views

81464

Qual melhor candidato?

0%
100.0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp