18/06/2021 às 15h38min - Atualizada em 18/06/2021 às 15h38min

Polícia mata 2 pessoas em operação contra traficante que ordenou ataques em Manaus

Até as 9h30, 17 pessoas foram presas: oito em Manaus, duas em São Paulo e sete no Rio de Janeiro. Investigados na operação também são suspeitos de enviar mais de R$ 126 milhões para fortalecer facção criminosa no Amazonas e comprar armas e drogas.

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
G1
Divulgação
Duas pessoas morreram durante operação das polícias civis do Rio de Janeiro, do Pará e do Amazonas, nesta sexta-feira (18), para tentar prender um dos chefes do tráfico do Comando Vermelho mandante dos ataques em Manaus, no Amazonas. As informações foram confirmadas pela Polícia Civil do Rio.
Segundo a polícia, Mano Kaio, que seria o mandante dos ataques, está escondido no Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio. Além do Rio, a operação acontece em São Paulo e também no Amazonas.
Os investigados são suspeitos de enviar mais de R$ 126 milhões para fortalecer facção criminosa no Amazonas e comprar armas e drogas. Durante a investigação, a polícia ainda identificou que a estrutura de lavagem de dinheiro também favorecia criminosos da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC).
Até 9h30 desta sexta, 17 suspeitos tinham sido presos na Operação Coalizão pelo Bem, como é chamada pela Polícia Civil do Rio: 8 em Manaus, 7 no Rio de Janeiro e 2 em São Paulo.
Entre os presos no Rio de Janeiro, dois são do Amazonas e quatro são do Pará. A polícia investiga se chefes de facções de outros estados se esconderam no complexo da Penha, na Zona Norte do Rio.
O Amazonas viveu uma 
onda de violência entre 6 e 8 de junho. Ônibus, delegacias, viaturas policiais, ambulâncias, prédios públicos e agências bancárias foram incendiados e alvo de tiros.
Outras nove cidades também foram alvo de ataques. Houve reflexos no comércio e nas aulas em colégios públicos e particulares e até a vacinação contra a Covid-19 foi suspensa.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, no total 74 pessoas foram presas e 2 adolescentes apreendidos desde o início dos ataques. Tropas da Força Nacional, com 144 homens, chegaram ao Amazonas para reforçar a segurança e atuam desde o dia 10 de junho.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

29774

views

80129

Qual melhor candidato?

0%
100.0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp