06/11/2021 às 08h32min - Atualizada em 06/11/2021 às 08h32min

Hamilton e Bottas veem vantagem da RBR após treinos livres no México

Pilotos da Mercedes chegaram a fazer dobradinha na primeira sessão desta sexta-feira, mas fecharam o dia atrás de Verstappen no segundo treino livre; dupla coloca poeira e altitude da pista como fatores

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
GE
Divulgação

O dia começou favorável para a Mercedes nesta sexta-feira do GP do México, com a dobradinha liderada por Valtteri Bottas no primeiro treino livre da etapa, mas a RBR respondeu na segunda sessão do dia colocando Max Verstappen na frente com folga. A dupla admitiu a vantagem da rival, e embora ainda não tivessem respostas concretas sobre o desempenho, viram o peso de fatores como a poeira na pista e as próprias características do Circuito Hermanos Rodríguez.

- Em geral, o carro está bom. Não tive nenhum grande problema. Estamos dando tudo o que podemos, mas eles simplesmente estão mais rápidos do que nós no momento - comentou Hamilton.

Para o heptacampeão, a falta de arrasto dos carros contribuiu para a desvantagem da Mercedes diante da RBR; devido à altitude da localização do Circuito Hermanos Rodriguez na Cidade do México, há menos pressão e, enquanto os motores operam com menos potência, mais é exigido da aerodinâmica dos monopostos para mantê-los no chão e rápidos:

- Não me preocupo com isso. Só estamos tentando melhorar nossa configuração. Ficamos sem arrasto, e provavelmente é por isso que eles colocaram uma vantagem de 0s5 sobre nós.

Hamilton fez o segundo melhor tempo do primeiro treino, atrás de Bottas; porém, teve um desempenho mais discreto na segunda sessão, chegando apenas em terceiro lugar enquanto o rival Verstappen sobrou na ponta, dominando os tempos com pneus macios.

O desempenho da RBR com os compostos foi observado por Bottas, melhor da Mercedes nesta sexta. O finlandês também destacou outro problema enfrentado por quase todos no começo: a grande quantidade de poeira na pista, que dificultou ainda mais a aderência, fazendo alguns pilotos errarem.

- Eles tinham um ritmo muito forte com pneus macios. Temos que melhorar mais se quisermos brigar pela pole. O começo do dia foi bem complicado com a baixa aderência, a pista estava com muita poeira e por isso foi difícil fazer uma leitura adequada de como o carro realmente estava. Não estávamos muito longe do ideal e nem me senti tão mal, mas mesmo assim, precisamos reduzir nosso tempo - reforçou Bottas.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

29774

views

80129

Qual melhor candidato?

0%
100.0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp