21/09/2021 às 11h11min - Atualizada em 21/09/2021 às 11h11min

Dona de imóvel atingido por incêndio em Salvador foi 'avisada' sobre fogo por cadela de estimação: 'Salva pela cachorra'

Aposentada de 74 anos estava no quarto do apartamento, no bairro do Cabula, quando as chamas surgiram. Apesar do susto e dos prejuízos, não há registro de feridos.

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
G1
Divulgação
A mulher que mora no apartamento atingido por um incêndio na tarde de segunda-feira (20), no bairro do Cabula, em Salvador, foi "avisada" pela cadela de estimação sobre o fogo no imóvel e, por isso, conseguiu se salvar. A informação foi dada pelo filho dela, o funcionário público Lismar Sousa.
Segundo Lismar, a mulher tem 74 anos e mora no imóvel com uma neta. Quando as chamas tiveram início, a idosa estava no quarto e a cadela Atena, da raça pastor alemão, começou a latir insistentemente, sinalizando que algo diferente acontecia no local.
“Ela foi salva pela cachorra. Ela estava no quarto com a porta fechada e a cachorra começou a latir muito, chamando a atenção. Quando ela veio para a sala, o fogo já tomava a parede. Ela só conseguiu sair a tempo por causa da cachorra", afirmou.
Lismar destacou que a mãe dele e o animal, que tem apenas seis meses de idade, não sofreram ferimentos. A idosa, porém, está muito assustada com o que aconteceu. Agora, a família começa a calcular os prejuízos causados pelo incêndio. "A única coisa que não foi danificada foi o quarto da minha afilhada. No mais, perdeu tudo", comentou.
“Ela está muito abalada, não conseguiu dormir. Esse é o único bem que ela conseguiu construir com meu pai, que já é falecido há mais de 10 anos", detalhou Lismar, que levou a mãe e o cão para a própria casa após o ocorrido.
O funcionário público destacou a ajuda dos vizinhos, que evitaram que as perdas fossem ainda maiores, já que começaram a conter as chamas antes mesmo da chegada das equipes do Corpo de Bombeiros.
O fogo começou por volta das 14h e foi controlado ainda durante a tarde. Até o momento, não se sabe o que provocou as chamas, no entanto, a família da idosa acredita que tenha sido provocado por um curto circuito, já que a fiação é antiga e o prédio tem 47 anos. O imóvel fica no segundo andar do residencial e vai passar por perícia.
A Defesa Civil de Salvador (Codesal) foi até o edifício e realizou uma vistoria, que resultou na interdição de outros três apartamentos. Segundo o órgão, rachaduras foram encontradas na parte estrutura. As famílias desalojadas foram abrigadas por familiares e amigos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

30349

views

81464

Qual melhor candidato?

0%
100.0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp