02/08/2021 às 11h47min - Atualizada em 02/08/2021 às 11h47min

Inflação fará salário mínimo ter maior alta em 6 anos, mas sem ganho real

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
UOL
Divulgação
Com a inflação em alta e próxima de 7%, o salário mínimo em 2022 terá o maior reajuste desde 2016. Naquele ano, a correção foi de 11,6%. O aumento, entretanto, não prevê ganhos reais para os trabalhadores. Isso quer dizer que essa alta não compensa a perda que o mínimo teve com a inflação. O poder de compra continuará igual, sem conseguir comprar coisas a mais. Se o preço de alguns produtos subir muito, vai comprar menos ainda, mesmo com o valor reajustado.
Além disso, esse reajuste só é concedido porque a Constituição determina uma revisão periódica para preservar o poder de compra dos assalariados. Se a inflação de 7% se confirmar, o valor do mínimo chegará a R$ 1.177 no próximo ano.
Os últimos reajustes concedidos pelo governo foram de:
  • 2016: 11,6% (R$ 880)
  • 2017: 6,48% (R$ 937)
  • 2018: 1,81% (R$ 954)
  • 2019: 4,61% (R$ 998)
  • 2020: 4,7% (R$ 1.045)
  • 2021: 5,22% (R$ 1.100)
O governo tem de enviar ao Congresso, até 31 de agosto, o Ploa (Projeto de Lei Orçamentária Anual) e apresentar a segunda estimativa de reajuste do salário mínimo. A primeira, enviada ao Legislativo com o PLDO (Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias), projetava alta de 4,3%, passando dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.147.
A última projeção oficial divulgada em 14 de julho pelo governo para um reajuste do salário mínimo é de 6,2%. Com isso, o valor chegaria a R$ 1.168,20. Com as projeções mais próximas de 7%, iria a R$ 1.177.
Neste ano, o governo Bolsonaro reajustou o salário mínimo abaixo da inflação. Em 1º de janeiro de 2021, o mínimo subiu de R$ 1.045 para 1.100. Mas para dar conta da inflação acumulada no ano passado, 
o salário mínimo deveria ser R$ 2 maior e ter chegado a R$ 1.102, respeitando a regra da Constituição que determina um reajuste periódico para preservar o poder de compra.
Como o novo salário mínimo foi definido antes da inflação consolidada do ano anterior, divulgada em 12 de janeiro, é normal que haja uma pequena diferença. O mesmo aconteceu em 2020, mas o governo corrigiu o valor antes da chegada de fevereiro.
O governo não subiu o mínimo de novo neste ano, para repor os R$ 2, e havia expectativa de que poderia fazê-lo no salário mínimo de 2022. Mas o PLDO não incluiu esses R$ 2 e não há previsão de que esse valor seja acrescido no reajuste previsto na PLOA, segundo técnicos da equipe econômica.
Procurado, o Ministério da Economia não se manifestou sobre o assunto.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

30349

views

81464

Qual melhor candidato?

0%
100.0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp