19/05/2019 às 18h47min - Atualizada em 19/05/2019 às 18h47min

Estradas municipais e rurais do município de Alumínio continuam em condições precárias

Gazeta de Alumínio - gazeta.redacao@yahoo.com.br
Divulgação: Gazeta de Alumínio
Estradas municipais de Alumínio continuam em condições precárias e intransitáveis. População da zona rural está abandonada e sem transporte
 
A falta de manutenção nas estradas municipais e rurais das cidades juntamente com  as chuvas repentinas tem causado  graves problemas aos moradores de vários bairros de Alumínio. Como parte das ruas do município não é asfaltada, muitas vias ficaram intransitáveis, prejudicando motoristas e pedestres que precisavam se locomover. A estrada de acesso ao bairro Areia Branca I e II e ao bairro Carafá  continua sem manutenção mesmo após as chuva,  e quando não tem chuva, a população precisa conviver com  o excesso de poeira das estradas, causando  problemas respiratórios nos moradores. Outro bairro que sofre com a má condição das estradas é o bairro Oncinha e o bairro Vale Grande.  O moradores de diversos bairros da cidade estão abandonados e sem transporte coletivo devido a má condição das estradas e muitos buracos.
 “O acesso tem que ser feito a pé, mesmo assim há dificuldades. Não há condições para os veículos passarem pelo local”, afirmou um morador do bairro Oncinha.
Os moradores de vários bairros, explicam que a região sempre foi esquecida, sem receber nenhum tipo de benefício da prefeitura. O asfalto nas ruas é apenas uma das reivindicações dos moradores que em períodos de chuvas sofrem com as condições precárias das vias. Quando o tempo está seco os moradores  tem que conviver com a quantia significativa de poeira, além de ficarem totalmente isolados.   Além da precariedade nas ruas e estradas, os moradores  reclamam da infraestrutura.  Muitas ruas não possuem rede de água e esgoto e terrenos baldios são utilizados como depósito de lixo. Um morador disse que faz pedidos de melhorias a prefeitura, mas nenhuma medida é tomada.
“Esperamos ver uma iniciativa da administração para resolver esses problemas, porque tudo isso, não só prejudica o trânsito local como coloca em risco a vida de pedestres e motoristas. O agravamento dessa deterioração em muito se deve ao fato da prefeitura municipal não ter organizado ainda a manutenção das estradas ou uma operação tapa buracos. Uma saída paliativa, mas que ajuda um pouco na segurança daqueles que precisam passar pelo local. O ideal, na verdade, seria a manutenção completa, algo que deveria ser feito antes da fase crítica de chuvas, que piora a situação do asfalto esburacado.”, declarou o diretor do Jornal Gazeta, Sr. Rabello.
As estradas estão com iluminação precária, trechos sem acostamento e buracos ao longo de vários quilômetros.  A reportagem do Jornal Gazeta procurou a prefeitura para saber quais  providencias seriam tomadas para melhorar as estradas e qual o prazo para inicio desses trabalhos, mas  a prefeitura  preferiu  não se pronunciar sobre o assunto. A população aluminense vai continuar sofrendo tanto com a lama, quanto com a poeira das estradas, porque a prefeitura até o momento não fez nada para mudar essa situação e nega qualquer tipo de informação para a imprensa.  Até o momento não temos informações de que algum vereador (a) da cidade, tenha solicitado explicações do prefeito a respeito do abandono e falta de manutenção nas estradas. A reportagem do Jornal Gazeta vai continuar cobrando uma solução.
 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

29902

views

80399

Qual melhor candidato?

0%
100.0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp