12/05/2018 às 11h35min - Atualizada em 12/05/2018 às 11h35min

CBA é eleita pela terceira vez “Empresa do Ano do Setor Mineral 2018” na categoria minerais não ferrosos

Premiação da revista Brasil Mineral elege os melhores do setor mineral

A CBA (Companhia Brasileira de Alumínio), a mais tradicional e a primeira indústria nacional fabricante de alumínio do País, foi eleita a Empresa do Ano do Setor Mineral na categoria minerais não ferrosos pela revista Brasil Mineral. A premiação acontece por meio de votação direta entre o público leitor da revista Brasil Mineral, formado por um contingente de 15 mil técnicos e empresários de todo o País.
Realizada anualmente pela revista há 34 anos, a premiação é feita em duas etapas: na primeira o Conselho Consultivo da Brasil Mineral indica as empresas que participarão em cada segmento. Na etapa seguinte, a lista elaborada pelo Conselho é submetida à votação direta entre os leitores, que podem escolher até duas das indicadas.
Entre os critérios para eleição das Empresas do Ano do Setor Mineral estão a política de crescimento (investimentos em novos projetos ou expansões), inovações ou modernizações tecnológicas, política ambiental (compatibilização da atividade produtiva com a conservação do meio ambiente), política de recursos humanos e relacionamento com a comunidade.
Ao longo dos anos, a Companhia Brasileira de Alumínio - CBA foi sete vezes escolhida pelos leitores - nos anos de 1990, 2001, 2006 e 2007 como "Empresa de Metalurgia" e nos anos de 2016, 2017, 2018 como um dos destaques na categoria "Minerais Não Ferrosos".
O  presidente da CBA, Ricardo Carvalho,  agradeceu a relevância do prêmio, “que mostra que estamos no caminho certo”. Em 2014 a indústria do alumínio passava por uma crise e havia dúvidas inclusive quanto ao futuro da CBA.  Foi desenvolvida então uma nova estratégia que começou a ser implantada em 2015 e estabeleceu três negócios para a empresa: geração de energia, produtos primários (da mineração à fundição) e produtos transformados (como é o caso do alumínio). No caso dos Primários, objetivando a excelência operacional e produtividade e na área de Transformados a aproximação com o cliente, como um provedor de soluções e serviços.“Mesmo com todas as dificuldades externas, jamais deixamos de investir e acreditar na nova estratégia. Em 2016, nos separamos da antiga Votorantim Metais, hoje Nexa Resources, e perseguimos firmes em nosso propósito. Com a melhora da competitividade da empresa, os resultados já começaram a surgir. Mas isso ainda não era suficiente e pensando num horizonte mais em longo prazo, trouxemos elementos como inovação e tecnologia para garantir uma empresa de sucesso, plano que resultou na ‘CBA do Futuro’”, conta Carvalho, ressaltando como pilares principais a sustentabilidade, clientes e pessoas. Dentro desse processo de transformação, a CBA possui hoje mais de 600 iniciativas implantadas, com atuação direta de milhares de pessoas da organização.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

32527

views

86686

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp