19/07/2017 às 22h50min - Atualizada em 19/07/2017 às 22h50min

Arrecadação federal soma R$ 648,5 bilhões no primeiro semestre

FolhaPress

A arrecadação federal no primeiro semestre do ano somou R$ 648,5 bilhões e se expandiu em 0,77%, descontada a inflação, na comparação com o primeiro semestre do ano passado, divulgou  a Receita Federal. 
Quando se leva em conta somente a arrecadação de tributos devidos à Receita Federal, que é mais relacionada à atividade econômica, houve queda no acumulado até junho, de 0,2% em relação ao mesmo período de 2016. 
Nos primeiros meses do ano, a arrecadação federal foi salva pelas receitas administradas por outros órgãos, que incluem royalties de petróleo. 
Como o produto estava em baixa no início do ano passado, essas receitas cresceram 53,3% no primeiro semestre, o que permitiu crescimento do total da arrecadação federal. 

PRIMEIRA ALTA 

Em junho, as receitas federais totalizaram R$ 104,1 bilhões, um crescimento de 3% na comparação com o mesmo período de 2016. Quando se considera somente a arrecadação da Receita Federal, a alta foi de 3,17%. 
Como antecipou a Folha de S.Paulo, foi a primeira alta na comparação interanual desde novembro de 2014. 
A reação de itens como produção industrial, venda de bens, massa salarial e valor em dólar das importações ajudaram a elevar a arrecadação de tributos. 
De oito principais grupos de tributos listados pela Receita, somente dois tiveram queda: IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica)/ CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), com redução de 1,21%, e o Imposto de Renda de Residentes no Exterior, com queda de 6,5%. 
A arrecadação com IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) teve alta de 20,6%, o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) cresceu 9,45% e PIS/Cofins registrou alta de 2,79%. (Folhapress)

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

30349

views

81464

Qual melhor candidato?

0%
100.0%
0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp