02/08/2022 às 10h42min - Atualizada em 02/08/2022 às 10h42min

Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) mata homem que esfaqueou mulher e cidade do interior de SP

Motivação do crime pode ter sido porque mulher não aceitou namorar com o suspeito

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
Divulgação

O Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) invadiu uma chácara, em Valinhos (SP), e atirou contra um homem que havia esfaqueado uma mulher e mantinha a ex-patroa como refém.

Segundo a Polícia Militar (PM), o suspeito era caseiro do local, mas foi demitido há quatro meses. A mulher esfaqueada era empregada da chácara e teria se recusado a namorar com o criminoso. Esse pode ter sido o motivo pelo qual o homem cometeu o crime.

Durante a ocorrência, houve tentativas de negociação para que o homem liberasse a refém, mas ele se recusou. O suspeito ameaçava a ex-patroa e dizia que ia matá-la, por isso, policiais do Gate atiraram contra o suspeito. A dona da chácara foi resgatada sem ferimentos. 

A mulher esfaqueada foi levada, em estado grave, para o HC da Unicamp. De acordo com a PM, ela perdeu muito sangue e passaria por uma cirurgia.  

A ocorrência foi atendida por policiais do Gate, PM, Bombeiros, Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (Baep), Batalhão de Polícia de Choque, helicóptero Águia e Ronda Ostensiva da Guarda Municipal (Romu).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

33746

views

89871

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp