09/06/2022 às 17h39min - Atualizada em 09/06/2022 às 17h39min

Acusado de matar governanta a facadas em Alumínio é condenado a 20 anos de prisão

Crime aconteceu em julho de 2020, em Alumínio. Julgamento de Sérgio Paulo Marreira ocorreu no em SP.

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
Divulgação
O ex-companheiro acusado de matar a governanta Adriana Lourenço Martins Santucci, de 49 anos, foi condenado a 20 anos de prisão. O crime aconteceu em julho de 2020, em Alumínio.
O julgamento de Sérgio Paulo Marreira ocorreu na última quinta-feira (5) e a informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).
De acordo com o boletim de ocorrência registrado no dia do crime, em 28 de julho, uma equipe da polícia militar foi acionada para atender a uma ocorrência de briga de casal em uma chácara no bairro Vale Grande, em Alumínio
. No endereço, o portão estava trancado com um cadeado, que foi cortado para acessar o imóvel.
Em seguida, a mulher foi achada morta em um dos quartos. A vítima estava caída perto do guarda-roupas e da cama, com cerca de cinco perfurações. Uma faca que estava na cozinha foi apreendida.
O corpo da vítima, que trabalhava como governanta em outra cidade, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba
.
No dia 20 de agosto, quase um mês depois da morte de Adriana, a Polícia Civil prendeu o ex-companheiro e principal suspeito do assassinato
, na área central de Foz do Iguaçu (PR).
De acordo com a polícia, ele estava foragido e foi detido após ser rastreado por chamadas telefônicas com parentes, no Paraná.
O ex-companheiro morava em Sorocaba
 e tinha um sítio em Alumínio. Ele foi localizado pela Polícia Civil, em um comércio de Foz do Iguaçu.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

32527

views

86686

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp