06/01/2022 às 11h52min - Atualizada em 06/01/2022 às 11h52min

Americano que agrediu alemão no Rio alega racismo: “Não será tolerado”

Produtor americano foi agredido por mulher e se envolveu em confusão com turista alemão em hotel. Ele alega que sofreu injúria racial

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
Metrópoles
Divulgação

Em um post no Instagram, o produtor americano HL Thompson, que deu um soco em um turista alemão em um hotel no Rio de Janeiro, desabafou ao alegar ter sido vítima de racismo. Ele também foi empurrado por uma mulher antes disso.

Thompson afirmou no post que “o comportamento racista não será tolerado em nenhum nível” e declarou que ama sua pele negra.

“Não somos nossos ancestrais. O comportamento racista não será tolerado em nenhum nível. O preto é lindo e se isso te deixa desconfortável, isso é seu problema pessoal, não nosso. Eu amo minha pele negra e não odeio as lindas bençãos de Deus”, escreveu.

O produtor americano se envolveu em uma confusão com um turista alemão e a mulher desse viajante, uma brasileira, que chegou a dar um tapa nele, no último dia 30, no hotel Hilton de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Na mesma publicação de Thompson, há também uma imagem do ex-congressista americano John Lewis (1940-2020), que liderou um movimento por direitos civis para negros no país. “Nunca, jamais tenha medo de fazer barulho e se meter em problemas, problemas necessários”, diz o texto.

A Polícia Civil investiga a briga. Em redes sociais, o americano alegou que o turista alemão e sua esposa brasileira aparentavam estar embriagados e que o teriam chamado por um termo racista em inglês.

Pela versão do americano, o casal se irritou pelo fato dele ter passado a frentep na fila, por ser cliente do programa de fidelidade do Hilton, que lhe daria preferência no atendimento.

“Eu estava cuidando da minha vida, e essas pessoas racistas estavam bêbadas e irritantes. Me chamavam de ‘nigger black guy’ (insulto racista em inglês) porque eu não permitiria que eles me cortassem na fila”, contou o produtor.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

32481

views

86533

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp