15/12/2021 às 10h47min - Atualizada em 15/12/2021 às 10h47min

De igreja a maior Papai Noel do mundo: empresa que transportou Airbus A318 até o Paraná coleciona histórias de cargas inusitadas

Empresa instalada em Sorocaba, interior de São Paulo, está há 25 anos em atividade e já transportou cerca de 10 aviões, além de cargas inusitadas. Áreas em que mais há demandas são os setores do agronegócio e energia eólica.

- gazeta.redacao@yahoo.com.br
g1
Divulgação

Aeronaves, igreja e até um Papai Noel gigante foram algumas das cargas inusitadas que uma empresa instalada em Sorocaba (SP) já transportou em 25 anos de história. Nas últimas semanas, um desses trabalhos ganhou destaque após um casal comprar um Airbus A318 e mobilizar equipes até Morretes (PR).

A cena despertou a curiosidade dos moradores da cidade, que tem apenas 16 mil habitantes. O transporte da aeronave de São José dos Campos (SP) até Morretes, pelas rodovias, foi a única solução encontrada, pois o município não tinha aeroporto.

A responsável pelo treinamento geral de funcionários da empresa, Cintia Piro, contou como o trabalho é realizado pelos funcionários diante dos desafios de transportar cargas pesadas ou inusitadas.

Segundo ela, apesar de lidar com cargas especiais, a maior demanda recebida pela empresa vem dos setores do agronegócio e energia eólica.

"A gente já transportou um barco, que era uma balsa muito grande. Em 2013 houve uma movimentação perto do Natal do que seria montado o maior Papai Noel do mundo e foi para o Guinness Book. Nós conseguimos transportar em três carretas."

A estrutura do Papai Noel tinha 20 metros de altura e 14 toneladas, e foi montada no Shopping Center Norte, na Zona Norte de São Paulo. Como não era inflável, foi necessário o transporte de cada peça de forma separada.

Entre as cargas mais "diferentes" transportadas pela empresa foi a de uma girafa, conforme lembra Cintia. Em 2002, o animal foi levado de Brasília para o Zoo de São Paulo, no entanto, para que isso fosse possível, alguns cuidados foram necessários.

"Não temos fotos da época conosco. Quando fizemos o transporte, falamos com o veterinário antes e ele explicou que a girafa sofre estresse se for empurrada para dentro de um lugar fechado. É um animal muito sensível. Utilizamos uma das carretas mais baixas que temos."

O transporte da girafa durou cerca de 15 dias porque eram necessárias algumas pausas no trajeto para que o animal se alimentasse.

Outra carga que também desperta curiosidade é uma igreja que foi construída em São Paulo e levada até a Bahia, em 2019. "A igreja era pequena. Ela já foi pronta para o local porque não tinha como ela ser feita lá. Era uma construção pré-moldada", explica Cintia.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

32527

views

86686

Fale pelo Whatsapp